domingo, 20 de janeiro de 2008

SÓ PARA SI



‘Só Para Si'

‘Dona Cômoda tem três gavetas. E um ar confortável de senhora rica. Nas gavetas guarda coisas de outros tempos, só para si. Foi sempre assim, dona Cômoda: gorda, fechada e egoísta.’
(Mário Quintana)

***

Se tem uma coisa que me irrita mais que algumas outras (o que como podem ver pela falta de exemplo, são muitas), é o individualismo.

Curiosidade é que o individualista é sempre contraditório, pois no geral ele é também oportunista.

O oportunista nem sempre é individualista, mas o individualista raramente deixa de ser oportunista...

Individualistas clássicos são aqueles que pouco se importam no bem em comum, em dar o melhor aos outros também. Querem somente para si o que considera benéfico ou que lhe dá prazer.

Não divide, não colabora.

É como um mendigo que acha uma moeda de ouro na rua e jamais irá partilhar a boa noticia com os de igual situação. Não... ele vai comprar seu alimento e deixar os demais morrerem a mingua.

Não é somente no trabalho ou no âmbito familiar que encontramos indivíduos assim.

Às vezes, você se surpreende até mesmo nos momentos mais triviais da vida ao lado de uma pessoa que você jamais julgou o ser, e infelizmente, num determinado momento constata.

O individualista nunca abre o seu leque para segundo ou terceiros, mas sempre que o calor se torna insuportável ele cola num desavisado ao lado pra pegar carona no ventinho do leque do pobre ingênuo.

Quem aqui nunca foi vitima de um? Mesmo antes de saber que ele o era?

São pessoas que pensam que quando tudo está bem no seu campo de visão, não importam como estejam os amigos ou colegas. O importante é o momento dele, a hora dele. Ele é sempre o assunto em questão, os problemas dele sem sempre os mais urgentes, seus prazeres são sempre os mais invejados...

Pois é... individualistas no fim conseguem tudo o que querem... ser somente uma pessoa.

Sozinha.

...Sem nada nem ninguém.

6 comentários:

deniseve disse...

olá!!

Denise Ventura, 18 anos, São Paulo- SP

Essa questão do individualismo, eu creio já está vindo com a cultura contemporania, pois tudo leva para a solidão.

Hoje nos ônibus, as pessoas ficam com os fones de ouvido a viagem inteira e parecem que estam e outro lugar, pois não percebem quando, por exemplo, um senhor ou uma mulher gravida entra, para que possa ceder o lugar.

Também tem o ato de ignorar as pessoas, não queremos mais contatos pessoais. Queremos só nos manter "conectados" atrás de um computador, onde podemos ser o quiser e dizer o que quiser sem medo de sentir ou de ferir a outra pessoa.

Esse individualismo já está tão grande, que eu vi em uma reportagem, que uma boate no exterior, não toca uma musica para que todos dancem e se interagem. Lá a pessoa poe um fone de ouvido e escolhe um estilo muisical, e vai dançar na pista, sem que os outros saibam o que estão escutando.

Essa falta de contado pessoal esta ajudando com o isolamento das pessoas e com a mudança da visão de valoriar os outros seres.
Por isso as pessoas só se relacionam com outras para chegarem a um objetivo ou para obter alguma informação. Não se leva mais em enconta os sentimentos, a historia ou os problemas dos outros, pois não é vantajoso (para esses oportunistas).

MatsuH disse...

Realmente, disse tudo.

O pior é quando a gente se dá conta que foi vítima de um individualista =/

Durante o final do ano de 2006 foi assim comigo, gostei de um rapaz totalmente oportunista e egoísta. Tudo o que ele queria era saciar seu prazer (se é que me entende), para depois me largar de lado. Infelizmente, eu fui burra o sufuciente...

O pior de tudo nem foi isso! Foi ele querer espalhar de forma depreciante coisas que nem ao menos aconteceram pelos eventos de anime que eu frequentava! Fiquei um ano sem ir neles (por causa de outros problemas com estudos e vestibular), pra voltar descobrindo tudo de ruim que rolava na boca do povo.

Vivendo e aprendendo né...

MatsuH disse...

O pior de tudo é quando se é vitima de esses individualistas oportunistas, totalmente egoístas!

Aconteceu comigo em 2006. Por causa de uma pessoa dessa laia, meu nome rolou solto entre os eventos de anime em que frequentava. Um certo oportunista espalhou calúnias sobre mim que eu nem mesma sabia, até que um amigo me alertou...

Sinceramente, odeio gente desse tipo!

Fran Briggs disse...

Pois é... qdo vem de 'amigo' já doi, vindo de namorado/marido então... nem dá pra expressão a frustração em palavras. ¬¬

ESpero que td já esteja melhor pra vc e brigada pelo comentário. ^_^*

Fran Briggs disse...

Oi Denise...

Isso que mencionou sobre a internet é muito interessante... e se ver bem, não é conveniente só pros individualista, visto que o mundo virtual dá 'poder' a muita gente que não seriam pessoas que considerariamos sensatas ou que teriamos em nosso circulo de amigos, né?

Já vi casos de arrepiar os cabelos na net e infelizmente cabe a cada um tomar cuidado com isso e se policiar para não ferir ou ser ferido por outros.

Acho que o ser humano não tem mais uma boa consciencia moral para o virtual poder e liberdade que a internet dá. :/

Agora... ir pra uma danceteria dançar ao fone de ouvido... é no minimo jogar dinheiro fora, não? XD

SE é pra fazer isso, fica em casa, pow! XD

Hahhahaha, valews pelo comentario. ^^

Kelly Face disse...

Post antigo e me desculpe ressucitá-lo. Na verdade eu venho me segurado muito para não comentar nos post's antigos. rs
Sinto vontade de comentar em todos, mas não o faço, não quero parecer chata. =P
É que eu achei esse texto incrívelmente fantástico.
Você soube definir maravilhosamente o egoísmo.
Os dois últimos parágrafos me chamou muita atenção.
Você descreveu perfeitamente uma amiga (se é que posso chamá-la assim), que ela sempre se pergunta o porque das pessoas não gostarem dela. E minha mão coça de vontade de dar um CTRL C CTRL V no msn dela.
"Individualistas conseguem no fim tudo o que querem... ser somente uma pessoa, sozinha, sem nada e ninguém."
Mais uma vez, parabéns pelo texto.