segunda-feira, 7 de julho de 2008

Vampiros? Tem certeza? O.ô



Certo. Sou um imã de problemas. Tudo que é de ruim no mundo, vai acontecer comigo... porque sou uma pessoa de cheiro absurdamente maravilhoso e por isso alvo de um azar indescritível.


Ta... aí que mesmo com todo esse meu azar, resolvo aceitar ir na casa do meu namorado (vampiro, e apolonicamente lindo maravilhoso, voz de anjo *insira aqui mais milhões de adjetivos doces e repetitivos*) comemorar meu 18° aniversário.


Sabem como é, sou azarada, mas adoro brincar com minha sorte (ou com a falta dela).


Então... eu vou. Sou recebida por toda sua família vampirica como se fosse à coisa mais absolutamente normal do mundo. Porque do modo como eu vejo, vampiros não podem ser assim tão ruins quando são tão bonitos, certo?


Certo...


Então, lá vem meu incomensurável azar novamente e me corto... com uma folha, abrindo uma embalagem de presente.


Viram o quanto eu posso ser ‘sortuda’?


De repente, todos os bonzinhos vampiros lindos, maravilhosos, de voz de anjo *insira aqui mais um milhão de adjetivos* estão em volta de mim querendo sugar o filetinho de sangue que corre do meu dedo.


Nesse momento, surge meu príncipe vampirico lindo, maravilhoso, voz de anjo *insira aqui dois milhões de adjetivos* me empurra para que eu fique longe de meus predadores e (ai de mim) como se não fosse má fortuna suficiente, desabo sobre um vidro e OH não! Corto meu braço.


...


Não, isso não é uma comédia, e nem é invenção minha.


Isso, meus caros amigos, é uma seqüência do que acontece numa parte do livro Lua Nova (continuação de Crepúsculo), um... diria... bônus, no fim de Crepúsculo.


...


Ok... terminei de ler tal livro.


Na verdade terminei de ler na sexta-feira, mas preferi deixar passar um tempo antes de postar minha opinião sincera sobre o livro, não desejava passar pra cá toda minha frustração acalorada do que achei...


Sim, porque serei muito sincera ao dizer que me decepcionei demais com essa obra.


Mas como mencionei acima, é minha opinião pessoal, não é uma verdade absoluta. ^__^


...


O que dizer sobre minha experiência?


Vamos começar pela narrativa -- Como já disse antes, não me prendeu.


Me incomodava a cada página a autora nos lembrar da beleza de Edward através dos olhos de Bella.


Me irritava o modo como Bella é negativa sobre certos personagens e como ela compara pobres infelizes mortais comuns com seu amor vampiro.


Os diálogos são sofríveis (isso pode ser culpa da tradução e não da autora), não me faz acreditar que foram ditos por adolescentes (ou jovens adultos, como preferirem). Bella tem umas frases feitas que são risíveis.


Do meio pro final acontece uma virada na história que ocorre de maneira pouco natural, muito forçada. Vira uma mistura de aventura com terror tipo b. Tudo de maneira lenta e pouco impactante o que faz parecer que a autora perdeu o fio da miada e tentou dar um ganho ao argumento com esse final, deixando assim ainda mais evidente (como se fosse possível) como Bella é alvo de azar e como Edward é absolutamente cego de paixão por ela.


Os personagens – Não achei profundidade suficiente em quaisquer um deles para me envolver com seus problemas a ponto de torcer, pro bem ou pro mal. Aliás... pro mal sim. Torci pra no fim algum vampiro matar a protagonista e se isso ocorreu, se você quer a morte do mocinho é porque algo vai muito mal.


Outra coisa a qual não me convenceu foi o amor avassalador do casal. Pra mim é muito difícil crer que uma criatura que em teoria é tão vivida e conhecedora de tantos mistérios se envolveria de maneira tão inconseqüente e cega por uma adolescente imatura.


Bella... -- bem, não vou repetir o que acho sobre ela... mas você fica perdido sem saber o que ela é, já que fala como se tivesse trinta anos, age como uma velha rabugenta de setenta, mas se entrega de maneira leviana e completamente exagerada a uma paixão como se tivesse treze.


Edward – Tem idade de mais de um século, fala de maneira muito polida às vezes, mas cai de amores por uma garota como Bella. A ponto de exagerar em suas juras amorosas ou colocar toda a família em perigo (sem mencionar o segredo de seus dons vampiricos) por causa de uma garota que conheceu a menos de um ano. A idade mental dele deve ser de 14, creio eu.


Os familiares de Edward – Por favor! Alguém pode me dizer que tipo de vampiros eles são?


Não agem como vampiros, não tratam Bella como alguém diferente (aliás, trata a humana –que deveria ser comida- como um membro muito querido da família, como uma conhecida de velhos tempos, só porque o Edward a ama loucamente).


Ok... e se o Edward estiver errado? Algum desses vampiros tão antigos (os ‘pais’ dele, por exemplo) sequer pensou nisso?


... Sei não, se existe um céu pra bestas bisonhas e condenadas pela luz como os descendentes de Drácula, certamente eles irão pra lá.


Os demais personagens – Com exceção de apenas um (Jacob) os demais não me pareceram grande coisa nem relevantes o suficiente pra que eu fale deles. Sempre que são mencionados são pelos olhos de Bella... e ela não é muito positiva sobre nada a não ser o Edward.


Porém, após três dias tentando entender o que tanta gente viu nesse livro, achei que talvez, lendo um trecho de Lua Nova eu pudesse ver que valia a pena continuar lendo...


Pensei e repensei porque tantos elogiam essa obra e só pude chegar à conclusão que é uma carência do publico alvo que ficou órfão depois do fim de Harry Potter.


Foi minha única conclusão racional. :/


Enfim... dado o que escrevi logo no inicio desse texto, preferi continuar com meu gosto formado por livros bons e não investir dinheiro, tempo nem paciência na continuação.


A quem ainda tiver curiosidade e quiser ler o livro, boa leitura e espero sinceramente que gostem.


Porque eu... passarei largo desse engodo.


***

14 comentários:

need a loan disse...

I like the way you wrote this kind of blog.


need a loan

anderson disse...

Ola,Fran. Tudo bem !?
Poxa,tem um tempo que você não posta por aqui?
Bão só passei pra mandar um abraço mesmo..
Fica na paz.
Anderson Quespaner

Yuna disse...

Pois é... eu tava realmente curiosa sobre por que esse livro tá tão famoso... o Trailer do filme não mostra muita coisa... até porque, creio que se mostrasse os amantes da boa leitura e do bom cinema percebiam o engodo e não pagariam pra ver õ.ó'
depois de ler tudo isso e de ponderar sobre o assunto eu também só consigo chegara essa conclusão... até tinha falado com vc antes mesmo né ^^'
Puxa... tantos romances bons de verdade por aí e uma bosta dessa vira best seller õ.o o mundo não tem mais salvação x.x

dandansama disse...

Nossa que bosta :/

Acho que você disse tudo quanto os fãs de Harry Potter terem ficado órfãos.

E já deixei minha opinião sobre isso no fotolog, mas tenho outra teoria ainda: a daquele tipo de autor que faz uma coisa acreditando que os jovens vão gostar. Sabe? Como quando aquela sua tia insiste em te dar um casaco de lã pink porque ela tem certeza ABSOLUTA de que você vai gostar?

É bem por aí.
Ainda bem que passei longe disso aí auhauhaua... meus pêsames :(

Sphynx disse...

Quanto a mim, para os "órfãos" de Harry Potter (na verdade, para qualquer ser humano, não só leitores de best-seller de fantasia) eu recomendo a trilogia Fronteiras do Universo, do Philip Pullman, essa sim uma obra-prima, bem escrita, inteligente, original, com um conteúdo humanístico impressionante e personagens bem desenvolvidos.

yoshiabell disse...

típico librinho pra criança/adolescente.

Não tem nada de muito grandioso e a garotada adooora.

Eu não li, e tenho medo de livros modinha =/, mas imagino que quem esta acostumado a ler muito e ler bons livros ficaria muito triste com um livro desses (assim como você XD)

Yoshia

Susi-chan disse...

Uhn...
Entao, esse famoso livro e assim?
Ok, fora da minha lista de "livros para se ler" XD

Mas, escrever sobre vampiros não e algo facil...acho que ela tornou-os muito humanos...mas, nao posso falar, afinal não li.

Que bom que voltou Fran. \o/
Tava com saudades dos seus posts ^__^

marciacaiu disse...

haha o que adorei nesse seu texto foi a parte da azarenta, que corta o dedo na folha e depois cai em cima dos vidros kkk caracas foi ilario esse trecho :P
Bom quanto o livro não posso opinar porque não li, mas pelo que vc descreveu, a historia é confusa e chata ou seja, quando o leitor le a primeira pagina, fecha e já guarda na gaveta.

Mas enfim nesse mundo existe gosto pra tudo rsss.

Beijitos Fran e espero que em breve consigas terminar o projeto Mercenários :)

Yuna disse...

ô fran, atualiza isso aqui, moça! queremos ler mais dos seus textos divertidos e suas críticas de livro engraçadas, po!

Se num quiser postar esse comentário num precisa... só vim mesmo pra encher um pouquinho teu saco ;P

Pedro Clini disse...

Oi Fran^^
Acho que é a primeira vez que comento algo no seu blog .-.
(Sou o Simmula do DeviantART)
Ahnm... Bom, Eu estou lendo o Crepúsculo agora, ainda não cheguei na metade, apesar de estar perto, mas já tenho noção de toda a história. Adoro Spoillers, geralmente são eles que me dão "impulso" pra continuar lendo/assistindo algo... hauhauahua
Concordo com tudo o que você avaliou dos personagens, pelomenos até agora... Bella é, de fato, uma chata, mas o modo de pensar dela me "agradou"... tenho 17 anos atualmente e muitas vezes penso como um idoso XDD Mas sei lá, realmente enche os pacová ela ficar lembrando o tempo todo da beleza de Edward e o modo como ele, apesar dos seus séculos de vida, se entrega tão tolamente à ela o.o'
O livro tb não está me prendendo como eu esperava... Não acho que tenha sido "dinheiro jogado fora", mas também não sei se vou chegar a terminá-lo... *tem mania de nunca terminar livros, mesmo que goste*
Acho que você falou tudo quando disse que é uma carência do publico alvo que ficou órfão depois do fim de Harry Potter... hehehe É bem verdade, eu nunca fui fã de HP, mas noto pelo apego das minhas amigas e amigos(ex-facinados por HP) por este livro.

Acho que falei demais pra um Comentário, né?
Desculpa^^'

Beijos~*

Keyle Barbosa disse...

Oi Fran! Conheci seu site do mercenário há pouco tempo e pesquisando na internet acabei achando seu blog. Sei que este post já foi escrito há bastante tempo, mas gostaria de deixar aqui minha opinião pois coincidentemente vi o filme desse livro nesse semana, a pedido de minhas primas adolescentes que passaram o Natal comigo. O engraçado é que eu nem sabia que existia o livro o que pareeu uma blasfêmia para minhas primas hehe =P

Mas então, na verdade não me surpreendi o sucesso que essa história vem fazendo entre os adolescentes. Não acho que seja só a saudade dos livros do Harry Potter. Acho que Crepúsculo reúne os elementos básico que muitos adolescentes se preocupam nessa fase da vida. Qual adolescente que não se sente excluido e vítima (como Harry ou Bella) e sonha em ser um herói ou ter um amor impossível? Todo adolescnete busca identidade, afirmação e aceitação entre os outros.

Acho que a questão é porque obras para adolescentes têm que se limitar à essas questões (sem dúvida importantes pra eles), com personagens rasos e roteiro simplório como podemos ver em Crepúsculo. Por que não uma história pra adolescentes, que, além de abordar a tal conturbada fase, também não apresente personagens realmente cativantes e profundos, roteiro consistente e algo de realmente importnate para nos fazer pensar. Acho que é disso que essa garotada precisa.

Um grande abraço e parabésn pelo seu trabalho! =)

Alana Ávila disse...

Leia os outros 3 livros,ou só o ultimo,eu aconselho o ultimo.Mesmoa ssim,não é lá essas coisas ;X

Toni Kei disse...

kahkahkah

eu concordo com tudo que você disse aque ahahahha

quer um livro BOM pra ler sobre Vampiros ou que eu amei ler,

> Os sete de André Vianco autor Brasileiro

abraço!!!

Anônimo disse...

sthepanhie meyer é incrivel por ter criado a saga
afinal se o romance nao fosse tao bom nao conquistaria milhares de fãs pelo mundo todo!


"e de repente, todos os bonzinhos vampiros lindos, maravilhosos, de voz de anjo *insira aqui mais um milhão de adjetivos* estão em volta de mim querendo sugar o filetinho de sangue que corre do meu dedo."

foi só o jasper que tentou ataca-la,por que nao estava longe do sangue humano há tanto tempo como os cullens

Bella... -- bem, não vou repetir o que acho sobre ela... mas você fica perdido sem saber o que ela é, já que fala como se tivesse trinta anos, age como uma velha rabugenta de setenta, mas se entrega de maneira leviana e completamente exagerada a uma paixão como se tivesse treze.

ela é perdidamente apaixonada por edward,e bem...ela convive com ele e ele tem mais de 100 anos,ela teria que ter começado a falar assim

Não agem como vampiros, não tratam Bella como alguém diferente (aliás, trata a humana –que deveria ser comida- como um membro muito querido da família, como uma conhecida de velhos tempos, só porque o Edward a ama loucamente)

é romance nao terror lembra?


sei que é sua opiniao,mas mesmo assim...