terça-feira, 19 de outubro de 2010

Tantos Formatos e Cores... e Tamanhos... OO'



Navegando cá e lá, achei um texto bem interessante e achei que seria uma espécie de utilidade pública postar aqui.

Talvez essas informações não sirvam pra você, porque já sabe a respeito. Mas se for como eu que nunca parou pra pensar (muito) nisso, seria bom dar uma lida.

A verdade é que geralmente salvo meus arquivos em Jpeg, PSD ou PNG (quando quero um fundo transparente). Porém, vendo o texto a gente sabe melhor como esses arquivos salvam e/ou modificam os dados da imagem com a qual tu tá trabalhando.

Ok, podem me chamar de bárbara inculta e sentir vergonha alheia, mas não sabia quase nada a respeito mesmo (digo dados mais técnicos) e se sua pessoa se encontra no mesmo patamar de ignorância que eu, aproveite! ^^


***

Quais as diferenças entre os formatos de imagem PNG, JPG, GIF, SVG e BMP?



O formato BMP (ou Bitmap) é o precursor. Ele armazena fotos e gráficos em pequenos quadrados que chamamos de pixels. Quanto maior o número de pixels em uma só fotografia, maior a qualidade da imagem.

Isso resulta em arquivos de tamanhos grandes demais para compartilhar na internet e, por esta razão, surgem os formatos de compressão, capazes de diminuir o tamanho dos arquivos e facilitar o envio e o recebimento de dados.

Exemplo:



 

 

JPG e Fotografia

 


A extensão JPG é, sem dúvida, a mais popular. Ela é gerada por nossas câmeras digitais e pode ser aberta em quase todos os programas para edição de imagens. Além disso, é o formato padrão para enviar fotografias para redes sociais.

A grande característica do JPG é a possibilidade de compressão. Enquanto o BMP salva a imagem pixel por pixel, o JPG é capaz de gerar blocos de pixels e, portanto, menos informação para armazenar.

 O JPG é facilmente enviado por email e mensageiros instantâneos. Além disso, é ideal, também, para armazenamento de arquivos sem ocupar muito espaço na memória do computador.

No lado negativo, o JPG representa uma perda significativa de qualidade, sempre que se comprime o arquivo. Cada vez que você salva uma versão de sua foto em JPG, novos blocos de pixels são gerados e há perda de qualidade, o que é inevitável. 

Observe a comparação das imagens abaixo. A primeira versão, com total qualidade. Em seguida, duas novas versões da mesma imagem em JPG, mas com qualidade inferior – o que significa um arquivo menor.

Exemplo:

  
JPG Alta Qualidade


JPG Média Qualidade


JPG Baixa Qualidade

Observe, com detalhes, como o JPG cria blocos de pixels cada vez maiores, quanto menor for o arquivo para armazenar. A primeira imagem é um detalhe do JPG de alta qualidade, com 330 kb. A segunda tem média qualidade e tamanho de 26 kb. Por fim, a imagem JPG de baixa qualidade, com 11,7 kb.


JPG Alta Qualidade


JPG Média Qualidade

 JPG Baixa Qualidade

Por esta razão, o JPG é indicado, principalmente, para armazenamento, e não para edição de imagens. Fotógrafos profissionais costumam aderir à extensão RAW (considerado o “negativo” da imagem digital) quando precisam fazer edição de imagens, pois a qualidade é infinitamente superior e não há perda de qualidade a cada edição.

Também é necessário lembrar que não há um caminho de volta: uma vez criado o JPG ele não pode retornar ao BMP com a qualidade anterior. No entanto, não se preocupe com todas as suas imagens em JPG. Este tipo de arquivo ainda é o mais prático para compartilhamento e armazenamento de suas fotografias. Além disso, um JPG de alta qualidade pode produzir belíssimas impressões.

GIF e suas Animações X PNG e Qualidade

 

 
O GIF é muito utilizado, principalmente para criar imagens animadas. Esta extensão já foi muito popular na internet e é uma das mais antigas – que já foi motivo de muitas brigas judiciais por conta de direitos autorais.



 
Seu formato é 8-bit, o que significa que imagens em GIF possuem apenas 256 cores. Portanto, apesar de ser um formato de compressão que não implica em tanta perda de qualidade quanto o JPG, ele traz menos cores e pode distorcer as imagens por conta disso.
GIF perde cada vez mais espaço para o PNG. Este formato, mais novo, também traz compressão de arquivos sem perder qualidade, mas suporta 24-bit, ou seja, um número muito maior de cores está disponível.

Por esta razão, o PNG vem substituindo o GIF, que tanto apareceu em logos para a internet. Ambos suportam imagens com transparência e animações, mas a qualidade do PNG é infinitamente superior.

O PNG é o formato ideal para a internet e, também, para tirar screenshots de sua Área de trabalho. Observe, abaixo, a diferença de qualidade ao salvar a mesma imagem em PNG e  GIF:



 

A mesma imagem em formato PNG e GIF, respectivamente.


SVG: o Futuro?


Enquanto JPG, GIF e PNG são formatos de compressão de arquivos BMP, o formato SVG é um arquivo baseado em texto e descreve as imagens com formatos vetoriais. Eles são capazes de comprimir ainda mais os arquivos, sem perda nenhuma de qualidade (mesmo ao redimensionar as imagens).


Logo do Formato SVG


Assim como PNG e GIF, o SVG pode suportar transparências e animações. Este formato, por sua qualidade, mesmo com grande capacidade de compressão, é ideal para smartphones e tablets, que possuem hardware mais limitado do que computadores.

A tecnologia melhora a cada dia e, com ela, a qualidade das imagens. Novos tipos de arquivos continuam surgindo à medida que os equipamentos melhorar sua capacidade de captar imagens. Saber qual é a indicação de cada um dos arquivos pode ser muito útil na hora de produzir imagens e trabalhos. *
  
*Fonte: Terra - Baixaki – Tecnologia
 

***


E aí, pequeno gafanhoto? Entendeu tudo direitinho?

O texto pra mim foi muito esclarecedor, o arquivo em RAW pra editar fotografia eu já sabia (ele é enorme, mas pra edição não dá pra contar muito com JPG), mas sobre o Gif e o PNG foi novo pra minha pessoa.

Agora vou salvar minhas pseudos animações de Photoshop todos em PNG. :3

Em breve planejo fazer mais posts de ‘utilidade pública’, e sempre colocando as fontes, claro!

Fiquem de olho. ^^/


5 comentários:

Larys 5-8-0 disse...

Caramba '-'

Cassidy disse...

Fran, não me entenda como um chato por favor, mas aí vão uma correção:
O SVG é uma imagem em vetor, não é baseado em texto. A diferença do vetor (SVG, eps, ai, cdr) para os bitmaps (bmp, gif, png, jpg) é que nos bitmaps(ou raster) as imagens são formadas por pontinhos (esses quadrados que aparecem mais claramente numa imagem com baixa qualidade) e nos vetores a imagem é formada por cálculos matemáticos (a grosso modo).

Por isso que o vetor dá mais qualidade na hora de ampliar pois o programa só irá "recalcular" o tamanho e os dados da imagem como linhas, nós e cores. No bitmap ele vai esticar os pixels/pontos perdendo sua qualidade.

Já o Raw, é a imagem com menor perda de dados, do jeito que foi captada pela ccâmera, por isso é ideal para fotografia.

Ah, e o PNG embora suporta trânsparências (canal alpha) não permite animações como o gif.

Por favor não leve a mal, só comentei pq sei que é uma confusão comum que fazemos.

Fran Briggs disse...

OI Cassidy!!

Vou colocar essa errata no post, pro pessoal saber também, oka?

Muito obrigada por avisar!!

:3333

Xiko do Couto disse...

Depois de 8 tentativas, foi! Bom texto. Vemcá... tú fuma também ou é só ilustração?

Fran Briggs disse...

Fumo não, Deus me livre! XD

Só o personagem do desenho mesmo. ^~